quinta-feira, 14 de abril de 2016

A garagem dos sonhos 2

Depois de um começo cheio de postagens com datas retroativas, o By MAKE ficou bastante parado. Não só o blog, a Lady Day também está saudosa de aventuras. Mas o Make anda estressado demais com as contingências da vida e não pode dar muita atenção a seus prazeres.

Mas ficar de todo longe não dá!

Então, depois de dar um micro rolê com Lady Day, passei no Forum Harley para ver sobre o que os malvadões andam conversando. E eis que aparece uma foto de uma CB Cafe Racer. E eu pensei que eu não poderia deixar de falar a respeito.

Porque eu já falei antes que um de meus sonhos é ter duas motos. E eu não disse bem isso, mas apontei que em tempos de vacas mais gordas eu pensava em uma Softail (uma Deluxe, a princípio, ou uma Heritage, que eu tinha) e uma bagger (uma Road King com vários destacáveis), e em tempos de vacas mais magras a Sportster e uma bagger (Softail ou Road King) ainda seria ótimo. Mas as vacas emagreceram tanto que vou manter só a Sportster e, se a coisa continuar assim, no máximo, um dia ela dará lugar a uma bagger apenas.

Panhead 1958.
Imagem: Motorcycle Artworks.
Panhead S&S.
Imagem: S&S.
Mas a verdade, a verdade mesmo é que eu queria ter várias motos, além da "moto leve" e da bagger.

Eu queria, por exemplo, ter uma Panhead! Nem que fosse uma Panhead réplica, com um moderno motor S&S e tals... 

Mais legal ainda seria se eu pudesse colocar a mão na massa para montar esta panhead, réplica ou não, assim como faz o Hadys. Mas não tenho conhecimento, habilidade, tempo nem dinheiro; o que é uma pena!

Talvez, a bagger pudesse ser não uma H-D, mas a Indian Springfield. Ou a H-D mais a Indian! Que maravilha seria ter as duas americanas.

E eu queria também ter uma Cafe Racer. Como esta:
CB 750 Cafe Racer by Dime City Cycles.
Imagem: Silodrome Gasoline Culture (siga o link para mais fotos; vale a pena).
Uma vez que me faltam conhecimento e habilidade, não tenho tanta esperança que um projeto desses me saia em conta. Mesmo assim, este talvez seja um sonho mais próximo, mais possível que uma Panhead, mesmo réplica. E, também, talvez seja mesmo uma possibilidade de uma segunda moto (junto com a bagger, qualquer que seja).

Nunca sabemos o que o futuro nos reserva. Não sei se o tempo e a idade também não mudarão meus sonhos (se vacilar, ou apenas demorar demais, muda-se tudo por um trike). Mas ir sonhando, não o sonho nada factível da garagem de colecionador, mas sonhos plausíveis, é bom. Mesmo que não se tornem reais. O próprio sonhar é divertido.

E se o sonho se tornar real, seja num rumo, seja em outro, ah, que delícia!

(Aliás, a própria garagem também é um sonho. Mas isso é um outro papo, para uma outra postagem...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que quiser, concordando ou discordando, sugerindo, elogiando ou criticando, mas seja sempre educado. Qualquer comentário que seja ofensivo ou vulgar não será publicado.
Comentários de anônimos sem assinatura também não serão publicados, qualquer que seja seu conteúdo. Nem comentários puramente marketeiros.