Nota aos antigos leitores do RVJ

Este endereço pertencia a outro blog que tive, com meu nome: "Roberto Vargas Jr.". O mote de então era: "Uma tentativa de colocar meus pensamentos em ordem". E o conteúdo do RVJ era feito de minhas reflexões ordinárias, filosóficas e teológicas.

Os antigos leitores/assinantes do blog RVJ provavelmente estranharão esta mudança. Convém, portanto, alguma satisfação a respeito.

Como já faz tempo parei de alimentar o blog, eu havia decidido matá-lo aos poucos. Fui excluindo as postagens de terceiros ou as que eu não gostava tanto e fui copiando as postagens mais interessantes para outro lugar. Destas postagens mais interessantes eu vou publicar, em tempo oportuno, um ebook (update: livro publicado; se alguém tiver interesse, eis um link com o link!).


Enfim, quando terminei a tarefa eu me vi com duas opções: excluir o blog em definitivo ou tranformá-lo em um blog com um tema que sempre gostei (inclusive com algumas postagens a respeito no extinto RVJ): motos. Como se vê, eu me decidi pela segunda opção.


Continuo cristão e reformado. Meus interesses filosóficos e teológicos continuam. Apenas que a seara de discussão destes assuntos agora é outra. O conteúdo deste novo blog, portanto, não será "explicitamente cristão".

Porém, se você lia meus textos, sabe que não faço distinção entre sagrado e profano. 
O mote deste blog é "falar sobre alguns dos meus prazeres". Não é sem meu Cristianismo que farei tal coisa.



Ainda, e sempre, dois princípios me guiam. Um deles é o Catecismo Maior de que em sua primeira pergunta diz: "Qual é o fim supremo e principal do homem?", ao que responde: "O fim supremo e principal do homem e glorificar a Deus e gozá-lo para sempre". Outro é o princípio em "Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus" (1Co 10.31).

Assim, fazendo outra coisa qualquer gozarei as primícias "já" do "não ainda". Pois creio firmemente que tudo que nos é dado agora também nos será prazer no porvir, na nova terra sob o novo céu. Inclusive aquilo que, em semelhança criativa dEle, é feito por nossas mãos. Tal como as obras de arte sobre duas rodas e todo o prazer em contato com a criação que elas me proporcionam.


Em meus prazeres, portanto, não estou menos que a repetir: SOLI DEO GLORIA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que quiser, concordando ou discordando, sugerindo, elogiando ou criticando, mas seja sempre educado. Qualquer comentário que seja ofensivo ou vulgar não será publicado.
Comentários de anônimos sem assinatura também não serão publicados, qualquer que seja seu conteúdo. Nem comentários puramente marketeiros.