sábado, 25 de fevereiro de 2017

Garagem-bar 7

Don Diego torpedo e licor de cachaça Weber Haus.
Charuto agradável e licor adocicado, ao meu gosto para acompanhar o tabaco.
A vida, senhores, é feita de vales e montanhas.

Enquanto a massa está a brincar o carnaval, o que quer que isso signifique, eu estou cá, sozinho. Apesar de enfrentarmos uma situação financeira difícil, minha esposa viajou com meus filhos. Por assim dizer, tirou umas férias. A dura realidade, porém, é que a bisa está em tratamento de câncer. E uma visita é mais que necessária.

Então, aqui, sozinho, e ainda apesar da situação financeira difícil, e tanto mais porque a moto está parada esperando uma mangueira a ser trocada, enchi a geladeira de víveres: peças de entrecot, carne de hambúrguer, queijo, presunto, bacon, cerveja, licor de cachaça e tabaco.
Um pouco do entrecot a me entreter nestes dias tristes de carnaval.
Assim é: vivemos uma montanha russa em que às vezes estamos lá em cima, às vezes ali embaixo. Ou, se realmente percebemos nossa contingência, a vida é ao mesmo tempo o riso e o pranto.

A vida, meus caros, é uma roseira: uma flor belíssima com um caule cheio de espinhos. Sinto falta da algazarra dos meninos e do bico da mãe. Mas folgo o tempo, remindo-o. 

Feliz é o homem que sabe dedicar seu gozo tanto quanto seu pesar ao Altíssimo. Louvado seja Ele! SDG!

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Road King S

A H-D acaba de anunciar um "novo" modelo, a Road King Special:
Road King S Charcoal Denim.
Fonte: Site H-D.
Eu sempre sou mais fã do cromo que do "dark custom", por mais que eu curta o visual mais agressivo deste estilo. Mas a Road King Special bem pode me fazer conceder uma exceção. Não que eu resolva efetivamente fugir do cromo quando chegar a hora (sim, o "projeto "bagger"), mas que, se esta for uma opção viável, ah, será uma opção a se considerar. Por certo será!

Road King S Charcoal Denim, com itens de customização.
Fonte: Site H-D.
Bem, o visual dela é este aí (sobre detalhes técnicos eu nunca trato; não tenho competência para isso e há blogs por aí que fazem isso muito bem). Gostei demais. Mas uma coisa que me encheu os olhos foram os piscas. Eu sempre pensei que os piscas da Deluxe, na frente e atrás, ficariam ótimos na Road King. Não me seria uma prioridade, mas eu pensaria em fazer isso. No caso da Special, a traseira com os piscas da Street Glide são uma solução ainda melhor. Uns piscas com faróis auxiliares na frente, tipo aqueles da Kuryakin, complementariam o visual que eu curto.

Baita moto! Gostei até das rodas!

H-D: "Road King Special".
Fonte: Warr's Harley-Davidson.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Tattoo 5

Ontem passei no Bikers Pub. Já faz um tempão que não passo lá, já que estamos concentrando esforços em pagar os rabos de conta da obra da casa. Está tudo muito diferente por lá, com uma reforma que mudou toda a configuração do bar. Até as canecas não são mais canecas (me contaram que cansaram de "perder" canecas e substituíram por algo mais em conta; que horror este nosso mundo!).

É estranho. Não que haja uma mudança qualquer para pior. Apenas eu, que costumava ir ao bar com alguma frequência, me senti como em um ambiente desconhecido. Até porque a reforma ainda está em andamento.

Em todo caso, fui e tomei uma cerveja. como eu disse no Instagram: o longo e rigoroso inverno que é uma construção de casa ainda não terminou, mas um homem precisa de um tempo para si e para seus gostos!

Ah, sim, a tatuagem! Está terminando de cicatrizar. Aquela diferença de tons diminuiu bastante e já não parece duas tatuagens feitas em tempos distintos. Acho uma pena, por um lado, porque, como eu disse, eu tinha gostado deste efeito. Mas, por outro, o resultado final ficou realmente bom.

Uma foto publicada por Roberto Vargas Jr. (@robertovargasjr) em

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Sportster 72

Eu falo mais do "projeto bagger" do que do "projeto Sportster". Nem lembro se cheguei a falar do que desejo fazer com minha C, se eu puder ficar com ela (além da bagger). Tendo falado ou não, resolvi postar este vídeo com a Sportster 72, que é inspiração para minhas customizações na Custom.

Infelizmente ela nunca veio ao Brasil e já saiu de linha nos EUA. Uma pena!

Mas, se bem que eu tenha aprendido a gostar da Sportster em outras versões, a 72 é a mais bela de todas. Uma chopper bem clássica, cheia de cromo, com rodas raiadas, pneus faixa branca e tudo o que eu curto numa chopper, sem quaisquer exageros (seja old, seja new school).

Na minha C, não quero trocar o tanque (eu até gosto do amendoim, mas com muitas reservas) nem quero cortar o paralama traseiro. Além do que já foi feito (traseira rebaixada - com kit, mas eu talvez o troque por um amortecedor de 10,5", riser reduzido e ape 12"), quero acrescentar algum cromo (mesmo que seja só com capinhas), roda raiada na traseira, pneus faixa branca, banco solo (ou o Mustang Fastback, que é bem legal também) e o filtro redondo.

Não é muito a se fazer, mas a falta de grana me obriga esperar o tempo apropriado.

Enquanto isso, sigo namorando a 72. Como ao ver esta propaganda de apresentação do modelo pela H-D:

H-D: "Introducing The New Sportster Seventy-Two".
Fonte: TAMPAHARLEYGROUP.