domingo, 9 de julho de 2017

Garagem-bar 13

Com o uso da caverna, embora certamente duas banquetas altas de bar sejam necessárias, senti falta de um sofá. 

Pesquisei soluções prontas, mas ou elas eram pequenas demais (baús, que também não eram lá muito confortáveis) ou grandes demais (os sofás todos, inclusive aqueles de madeira aparente). Além disso, o valor destas soluções nunca era o que eu estaria disposto a pagar. 

Pesquisei também sobre sofás feitos em casa. Há vários vídeos na internet, a maioria, no entanto, muito elaborados. Alguns, porém, eram mais simples e, apesar dos recursos que eu não tenho (leia-se "ferramentas"), eles me deram uma ideia de como fazer um. Afinal, madeira dos restos de obra ainda não faltam. E o valor dos sofás prontos me justificava a compra ao menos de uma serra circular, que terá bom uso em outras "artes".

Daí pus mãos à obra e eis que fiz um sofá bastante decente. É extremamente rústico, sem acabamento algum e sem muita preocupação com medidas perfeitas. Mas é exatamente assim que me serve bem. E, acima de tudo, está divertido pacas brincar de fazer as coisas no melhor estilo "do shit yourself". Agora só falta encontrar um tapeceiro que me faça assento e encosto.
O sofá já está no seu lugar, delimitando o "espaço habitável" do barracão.
Tá ficando cada vez melhor. Uma caverna digna de respeito!
Hoyo de Monterrey Corona e Concha y Toro Merlot.
Terminei a estrutura do sofá ontem e hoje, Dia do Senhor, comemorei com um belo almoço de um filé mignon bem temperado em alho num molho de vinho branco e depois uma "sobremesa" feita de charuto Hoyo de Monterrey Corona. Almoço e sobremesa acompanhados de um Concha y Toro Merlot. 

Este Hoyo de Monterrey foi muito bem recomendado em vídeos internet afora como um charuto suave de custo razoável para iniciantes. Para o meu gosto, a recomendação é bem acertada. Mas o preço aqui na minha cidade não é tão bom assim... A propósito...

As vacas ainda não estão gordas, mas já deixaram a sequidão dos ossos aparentes ao ponto de me ser possível deixar de lado o vinho barato para aproveitar um comum. Certamente vinhos melhores virão em breve! (Louvado seja Ele!)

Agora é terminar o dia em ação de graças e descansar bem porque a semana de trabalho promete ser mais uma daquelas.